Dólar com. R$ 4,132
IBovespa +1,58%
19 de outubro de 2018
min. 23º máx. 31º Maceió
sol com poucas nuvens
Agora no Painel Em crescimento, bancada evangélica terá 91 parlamentares no Congresso
07/08/2018 às 09h00

Política

Desembargador que mandou soltar Lula cometeu crime funcional, diz PGR

O juiz Rogerio Favretto contratou um advogado criminal para sua defesa

Sylvio Sirangelo/TRF-4

desembargador Rogerio Favretto, que durante um plantão no Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4) concedeu um habeas corpus ao ex-presidente Lula, no início de julho, contratou o advogado criminal Pierpaolo Bottini.

É que, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal “Folha de S. Paulo”, a Procuradoria-Geral da República (PGR) entendeu que Favretto cometeu crime de prevaricação (crime funcional praticado pelo funcionário público contra a administração pública) ao aceitar o pedido de liberação de Lula feito pelos deputados Paulo Pimenta (PT-RS), Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP).

Na ocasião, o juiz Sérgio Moro estava de férias, mas telefonou para delegados da PF e pediu que não cumprissem a ordem do desembargador plantonista. Em tempo, vale ressaltar que Favretto já foi filiado ao PT.


Fonte: Notícias ao Minuto

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]