Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
19 de agosto de 2019
min. 21º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel ProUni: Não matriculados têm até hoje para pedir bolsas remanescentes
24/04/2019 às 23h00

Geral

Seis em cada dez estudantes uruguaios não terminam o ensino médio

Atualmente, apenas 36% dos estudantes uruguaios concluem o ensino médio no tempo normal. É o que revela informe divulgado nesta quarta-feira (24) no Uruguai, que traz dados negativos sobre qualidade do ensino médio no país, conhecido por seus altos indicadores sociais. De acordo com o informe, se considerados os jovens até 23 anos, 43% têm o segundo grau completo.

O documento, apresentado pela Administração Nacional de Ensino Público (Anep) do Uruguai, mostra que o país está abaixo da média regional, próximo de países como Honduras, Guatemala e El Salvador e muito atrás dos vizinhos Brasil (63,5%) e Argentina (60,7%). A projeção da Anep era que, em 2020, 45% dos jovens tenham completado os estudos no tempo normal. Entre os jovens de 21 a 23 anos, o percentual deveria chegar a 75%, mas os números de hoje mostram que a meta prevista para o quinquênio 2016-2020 era muito ambiciosa.

Em 2016, 32% dos estudantes terminavam o ensino médio no tempo normal; 39% deles, aos 23 anos de idade.

Diferentemente do Brasil, o ensino médio no Uruguai é composto por dois ciclos, cada um de três anos de duração. O ciclo básico é obrigatório para os jovens de 12 a 14 anos. Já o ciclo superior, conhecido como bachillerato, é destinado aos jovens de 15 a 17 anos.

O documento divulgado pela Anep leva em consideração tanto os formados no ensino médio tradicional quanto no ensino técnico profissionalizante, conhecidos como "liceo" e UTU (Universidad del Trabajo del Uruguay), respectivamente.

O informe traz, por outro lado, uma boa notícia: o ensino obrigatório para crianças de 3 anos superou a meta. O Anep havia estipulado que pelo menos 13 mil crianças de 3 anos estivessem matriculadas em 2018, mas o número superou os 14.200.


Fonte: Agência Brasil

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]