Dólar com. R$ 4,132
IBovespa +1,58%
17 de dezembro de 2018
min. 23º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Defesa deve pedir hoje prisão domiciliar para João de Deus
06/12/2018 às 14h30

Geral

Senac Alagoas apresenta solução inovadora para problema do lixo nos oceanos durante evento, em São Paulo

“Oceano Plástico: como escapar desse emaranhado?” será realizado nesta sexta-feira (7.12), na Unibes Cultural

O Senac Alagoas é um dos participantes do “Oceano Plástico: como escapar desse emaranhado? ”, evento que será realizado na próxima sexta-feira (7.12), na Unibes Cultural, em São Paulo, com o objetivo de debater a situação atual e as soluções inovadoras para a questão da “pesca fantasma”, quando equipamentos e redes de pesca são perdidos ou abandonados nos oceanos, prejudicando a vida marinha. 

Durante o evento, promovido pela organização Proteção Animal Mundial e pela ONU Meio Ambiente, o Senac vai expor a produção da turma do curso de Modelista, que desenvolveu protótipos de vestidos (incluindo um vestido de noiva), saias, calças e acessórios utilizando como matéria-prima redes de pesca descartadas. A produção será apresentada por uma das alunas do curso, Gabriela Vieira, responsável pela produção do vestido de noiva, obra intitulada “Concha dos Corais”, que apresenta aplicação de redes de pesca em desuso e conchas do mar em tecido cru. 

“É um trabalho pioneiro no Estado. Buscamos apresentar algo inovador, transformando o lixo em luxo, desenvolvendo, assim, as marcas formativas do Senac, como atitude empreendedora, domínio técnico-científico, visão crítica, e atitudes sustentáveis e colaborativas. Foi um grande desafio e as alunas surpreenderam”, destaca Silvânia Mendonça, instrutora responsável pelo projeto. “Praticar a logística reversa dentro do processo de formação profissional é um grande diferencial. Estamos muito felizes com o convite para participar desse evento”, comemora Eliene Sarafim, gerente da Unidade Poço do Senac Alagoas, onde o curso de modelista é realizado.   

A abertura do evento será feita por membros da Família Schurmann, que irão relatar as mudanças que vivenciaram nos mares em mais de 30 anos de navegação. Em seguida, a mesa voltada para o tema de inovação debaterá o futuro dos plásticos, com foco na economia circular. Na área de políticas públicas, o Ministério do Meio Ambiente irá apresentar a iniciativa que cria o Plano Nacional de Combate ao Lixo Marinho, enquanto vereadores das cidades de São Paulo e de Florianópolis (SC) falam do trabalho para regulamentar plásticos de uso único, como os canudinhos. O encerramento traz as contribuições da sociedade civil e do terceiro setor, quando o ator Mateus Solano falará do seu papel enquanto defensor da campanha Mares Limpos, da ONU Meio Ambiente.


Fonte: Ascom Senac/AL

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]