Dólar com. 5,218
IBovespa 2,00
11 de agosto de 2020
min. 22º máx. 27º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Anvisa quer reforçar medidas contra covid-19 em aeroportos e aeronaves
29/07/2020 às 07h58

Cultura

Fundador da banda Renato e seus Blue Caps morre aos 76 anos

Renato Barros estava internado desde o dia 17 para uma cirurgia

Renato Barros, vocalista do Renato e Seus Blue Caps — Foto: Arquivo Pessoal

O músico Renato Barros, fundador e vocalista da banda Renato e seus Blue Caps, morreu ontem (28), aos 76 anos, no Rio de Janeiro. Segundo Erika Barros, filha do artista, o corpo será velado às 13h30 na capela 8 do Memorial do Carmo, no Caju, zona portuária do Rio, e será cremado às 15h30.

Ele estava internado desde o último dia 17 para a realização de uma cirurgia de dissecção da aorta. Erika homenageou o pai publicando em seu perfil, na rede social facebook, a letra da música Não te Esquecerei, versão de Renato e seus Blue Caps para a música California Dreaming, do grupo The Mamas and the Papas.

O baixista Bruno Sanson também homenageou o líder da banda em seu perfil no facebook. “Ele precisou partir dessa vez. Renato Barros, você foi descansar e nós aqui estamos de luto por sua partida. Dói, mas entendemos que você não suportava mais o sofrimento e precisava ir. Dói, mas podemos ser gratos por todo o legado que você nos deixou. Nós, companheiros de palco e de estrada, amigos, parceiros, somos gratos por todos os anos de parceria. Lutamos juntos por dignidade, por respeito à sua história grandiosa na música brasileira. Nós aqui, neste momento, só podemos orar para que você encontre seu caminho e seja bem recebido e acolhido nas camadas espirituais. A história de Renato e Seus Blue Caps jamais será esquecida”.

Renato fundou a banda no fim da década de 50, com seus irmãos Ed Wilson e Paulo César Barros, e com os músicos Euclides de Paula e Gelson. O grupo lançou seu primeiro disco em 1962 e logo se tornou um sucesso no movimento musical da Jovem Guarda.

Desde então, vários músicos passaram pela banda, entre eles Erasmo Carlos, que substituiu Ed Wilson quando ele deixou o grupo em 1963 para tentar carreira solo.


Fonte: Agência Brasil

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]