Dólar com. 5.7446
IBovespa -2.72
31 de outubro de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Falta de manutenção contribuiu para acidente aéreo que matou Boechat
18/10/2020 às 11h24

Blogs

Juízes que se acham Deus


PARA REFLETIR: Ao revogar a regra que permitia a prisão de condenados na segunda instância, o STF formalizou seu casamento com a oligarquia corrupta. E virou personagem de um triângulo amoroso com o PCC. (Josias de Souza)

Juízes que se acham Deus

A soltura pelo STF do traficante André do Rap, abre uma ruptura entre as polícias e a justiça do país. Policiais, junto às suas associações de praças e oficiais já preparam uma greve nacional de repúdio ao STF, que acontecerá no próximo dia 27.O governo federal e o comando do Exército estão monitorando com preocupação. O Brasil vai ferver! A greve é para valer!

Na verdade ministros, desembargadores e juízes têm aberto um desrespeitoso confronto com a sociedade brasileira, que está no seu limite, diante de decisões esdruxulas, envolvimento de magistrados com a corrupção e formação de verdadeiras quadrilhas no Judiciário.

Temos assistido juízes de primeira instância em flagrante abuso de poder, interferindo na administração pública, na independência das Universidades, na autonomia de outros poderes, como se fossem “os senhores da razão”. É intolerável essa supremacia marginal que o Brasil repudia. Os senhores do Judiciário atentem para um fato: o povo está farto desses juízes que se acham Deus.

Alfredo Gaspar

Uma Maceió sustentável

O candidato Alfredo Gaspar defende, em seu Plano de Governo, uma Maceió Sustentável, que respeita as pessoas e o meio ambiente. Dentre as principais medidas anunciadas, está a ampliação do investimento no saneamento básico; a efetivação de um programa de desassoreamento da Lagoa Mundaú, em parceria com os governos estadual e federal, bem como junto à iniciativa privada, além de intensificar a eliminação das línguas sujas da orla marítima.
Um outro ponto fundamental é promover a educação ambiental nas comunidades, a fim de reduzir o nível de resíduos sólidos nos cursos d’água, que gera um impacto significativo no meio ambiente. Nesse sentido, vai buscar parcerias com os governos estadual e federal, bem como junto à iniciativa privada, para requalificar o Vale do Reginaldo e o Riacho Salgadinho, que são exemplos práticos do que citamos acima.

Para que as ações de Meio Ambiente tenham força, vai instituir o chamado IPTU Verde, que vai incentivar os imóveis residenciais, comerciais e institucionais a adotarem ações e práticas de sustentabilidade em suas construções. A gestão Alfredo Gaspar também vai promover projetos de Economia Circular, com aproveitamento econômico dos resíduos sólidos, incentivo à reciclagem e à geração de energia com rejeitosOs parques municipais e os espaços verdes serão revitalizados, estimulando a criação de espaços para estimular a disseminação de informações sobre a educação ambiental junto à população, como já explicado acima.

Ainda em relação à preservação, vamos criar o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais para construir políticas impeditivas de maus tratos e abandono, buscando estabelecer parcerias junto a entes públicos e privados, a exemplo de abrigos, para desenvolver projetos que promovam a assistência veterinária e a saúde coletiva. Vamos também criar um Centro de Reabilitação e Adoção de Animais de Rua e implantar as Vans do Bem-Estar Animal, que vão prestar atendimento clínico veterinário a animais domésticos e resgatados.

Davi Filho

Rede de proteção social que funcione

Preocupado com a legião de pessoas enquadradas na situação de pobreza extrema em Maceió, o candidato a prefeito Davi Filho critica a municipalidade por não dispor de uma rede de proteção social eficiente. “O IBGE havia atestado, no fechamento de 2019, quase 600 mil pessoas nessa condição infeliz no Estado, com grande parcela na capital. Avalie agora com os reflexos da pandemia”, comentou o candidato.

Para iniciar a reversão desse grau de vulnerabilidade humana em Maceió, Davi Filho destaca as principais metas para inclusão social e cidadania, contidas em seu programa de governo. Além de incentivar a rede de assistência social entre órgãos da prefeitura, o candidato pretende lutar pela ampliação do atendimento com benefícios de transferência de renda, via convênios estadual e federal.
“Vou envolver a sociedade com programas de geração de renda e buscar a ampliação do Bolsa Família na capital”, entre outras medidas previstas. Davi aposta na força política de sua coligação, que tem presença forte no poder central. “Maceió vai precisar construir pontes, sair do isolamento e buscar apoio federal para investimentos, e meu grupo possui essas credenciais”, justificou.

João Henrique Caldas (JHC)

Cuidados especiais com a primeira infância

Maceió tem 86 mil crianças entre 0 e 6 anos, período conhecido como Primeira Infância. Do total, 8 mil vivem em famílias pobres ou extremamente pobres e que não estão inseridas no Programa Bolsa Família. JHC vai trabalhar para mudar essa realidade por meio dos investimentos e da criação do Plano Municipal da Primeira Infância, visando a garantia dos direitos desse grupo.
“Investir na primeira infância é uma das melhores estratégias para quebrar o ciclo da pobreza. A miséria não pode ser hereditária e cuidar das nossas crianças não é só uma necessidade, é uma obrigação do prefeito. Do ponto de vista do desenvolvimento social e econômico, a primeira infância é o investimento mais acertado. Seguiremos esse caminho para melhorar a vida dessas crianças e famílias.”, afirma JHC.

A cobertura de creches em Maceió para é de 30%, um indicador muito abaixo do recomendado pelo Plano Nacional de Educação, que é de 60%. Entre as propostas de JHC para a Primeira Infância está a ampliação no número de vagas nesses locais. Uma medida que não beneficia apenas a formação dessas crianças, como dá a possibilidade de os pais trabalharem com a certeza de deixá-las num espaço adequado.

“Trabalhar com foco nas necessidades é não só atender uma parcela significativa, de 10% da população local, é também evitar gastos sociais maiores e elevar os ganhos para toda a sociedade no futuro. Você cria um jovem mais seguro, mais independente, mais responsável. e isso reduz custos com reforço escolar, com saúde e principalmente, com segurança.”, finaliza JHC.

Marcelo Bastos pesquisa

O professor e analista político, Marcelo Bastos, comanda com competência o instituto MB Pesquisa e Consultoria, que nas últimas eleições tem acertado em cheio todas as previsões eleitorais. Nada fica a dever às grandes empresas do setor, que têm levado alguns furos em suas previsões na política alagoana.

Cochilando  Enquanto o TRE dorme, os candidatos a vereador na capital passeiam ao ar livre, com seus cadastros corruptos.

Uma bagunça  É voz geral quando se opina sobre o DETRAN de hoje e a austera e eficiente administração de Antônio Carlos Gouveia.

Vale tudo  Como previsto, o nível das campanhas na capital e interior é impróprio para menores de idade. Esquecem as propostas e preferem falar nas mães.


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]