Dólar com. 5.7446
IBovespa -2.72
31 de outubro de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Falta de manutenção contribuiu para acidente aéreo que matou Boechat
10/10/2020 às 14h00

Blogs

As eleições no quintal dos Calheiros


PARA REFLETIR Existe uma deformação lastimável na consciência política coletiva do nosso povo: o povo adora ser enganado.

Povo alienado, politicalha feliz.

As eleições no quintal dos Calheiros

(Lauro Jardim - O Globo)

“As eleições municipais se tornaram uma dor de cabeça para a família Calheiros. Renan Filho exonerou mais de 50 pessoas ligadas ao seu vice-governador Luciano Barbosa na semana que passou.

Motivo: ele insistiu em entrar na disputa pela prefeitura em Arapiraca, segunda maior cidade de Alagoas, sem a anuência de Renan pai e filho.

Mas o motivo da irritação, que resultou até numa intervenção no MDB do município, passa longe de algum interesse relacionado a essas eleições.

Os Calheiros projetam 2022. Se Luciano for eleito prefeito, Renan Filho fica sem vice. Nesse caso, se ele mantiver o plano de se candidatar ao Senado em 2022 e se desincompatibilizar do governo seis meses antes do término do mandato, assume o presidente da Assembleia Legislativa.

Hoje, a Casa é comandada pelo grupo de Arthur Lira. Pai e filho não querem entregar o comando do estado ao inimigo deles.”

Opinião da coluna: mais uma vergonha para os alagoanos, expostos à mídia nacional tendo como protagonistas os mesmos de sempre, que acreditam que são os “coronéis” da nossa gente, tratada como “cambiteiros” das terras de Murici. 

Eleições em Maceió

Propostas e ações dos candidatos

A coluna segue com o espaço para os postulantes à prefeitura de Maceió, melhor situados nas pesquisas, onde possam apresentar suas propostas, falar aos eleitores e debater seus planos de governo com a população, onde não serão permitidas acusações ou troca de agressões entre os candidatos. 

Alfredo Gaspar

Universalizar atenção básica de Saúde

O candidato a prefeito pela coligação Maceió mais, Alfredo Gaspar (MDB), reafirmou que seu ponto de partida vai ser garantir a universalização do acesso a 100% das ações e serviços de atenção básica da saúde aos usuários do SUS, durante o seu mandato.

Outra medida na Saúde será a reestruturação do Complexo Regulador de Maceió (CORA), dando eficiência ao sistema e promovendo o acolhimento e acesso do usuário aos serviços, com celeridade, eficácia e alto grau de resolução aos atendimentos.

 “Cuidar da cidade é cuidar das pessoas e isso implica em cuidar da saúde. Vamos atingir os 100% de cobertura da Atenção Básica de Maceió para quem depende do SUS”, assegurou.

A universalização da atenção básica, segundo o que está colocado no Plano de Governo, “vai permitir que a população tenha acesso digno a exames e avaliações multiprofissionais visando melhorar a celeridade e eficácia à marcação de cirurgias e à realização de pequenos procedimentos, bem como a realização de mutirões para atender à demanda reprimida de consultas e exames”. 

Davi Filho 

Pacto por Maceió

Davi Davino Filho foi o primeiro candidato a prefeito a felicitar e manifestar apoio à OAB/AL e à Universidade Federal de Alagoas, pela iniciativa de criação do Pacto Por Maceió. As instituições pretendem estudar e discutir os problemas da capital, propondo soluções, sendo o primeiro objeto os bairros vitimados pela mineração da Braskem.

Conforme análise de Davi, Maceió já apresenta problemas crônicos de degradação ambiental agora agravados pelo desastre da extração de sal. “A cooperação é bem-vinda e de grande valia para a cidade”.

Davi Davino Filho entende que os bairros atingidos precisam de projeto de reconstrução, a ser coordenado pela Prefeitura de Maceió. “Eleito, vou liderar a feitura desse projeto, unindo esforços e mobilizando, as universidades, técnicos e os setores pensantes da sociedade, de modo a viabilizar o melhor para a população e o futuro da cidade’, concluiu.

João Henrique Caldas (JHC)

Banco da mulher empreendedora

A desigualdade de gênero é algo marcante em todo país, em Maceió não seria diferente. Dados do IBGE apontam que há uma diferença de renda mensal de aproximadamente 20% entre homens e mulheres na capital alagoana. Pensando nisso, JHC vai desenvolver o ‘Banco da Mulher Empreendedora’. A ideia é fomentar a atividade econômica e a emancipação das mulheres que desejam empreender de alguma forma. O projeto inclui autônomas, informais e MEI’s, ofertando crédito com juros abaixo do mercado e outros benefícios. O candidato à Prefeitura de Maceió entende que os incentivos são essenciais nos negócios e trabalhará nesse caminho. Desta forma, as mulheres vão ter mais um impulso para conquistarem a independência financeira, para serem ainda mais capazes de alcançar uma melhor qualidade de vida e atingirem mais igualdade. Nos últimos anos, o número de mulheres responsáveis pelo orçamento das casas aumentou. JHC reforça que incrementar a renda dessas chefes de família é fortalecer a autonomia delas, esse é um dos seus compromissos com a gestão da capital.

Além da conta

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tem sofrido, nos últimos anos um grande desgaste perante a sociedade, por atitudes equivocadas dos que comandam o Conselho Federal. De entidade respeitada e combativa passou a atuar e se envolver em política partidária, com intenso víeis ideológico, geralmente contrário a maioria de seus associados. 

O exemplo desceu à planície e fez escola nas diversas secções regionais da entidade dos advogados. A OAB não pode e nem deve ter candidatos para chamar de seu, muito menos se envolver em falcatruas políticas como tem acontecido no interior do estado. Onde ficam a ética e a reputação da entidade?


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]