Dólar com. 5.7446
IBovespa -2.72
31 de outubro de 2020
min. 24º máx. 28º Maceió
pancadas de chuva
Agora no Painel Falta de manutenção contribuiu para acidente aéreo que matou Boechat
26/09/2020 às 14h01

Blogs

Um jeito diferente de fazer

Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou. (Magalhães Pinto)

Um jeito diferente de fazer

Faço jornalismo e análise política há pelo menos quatro décadas ininterruptas e sempre me apaixonei por esse lado de minha profissão. Ao optar por uma pós-graduação foi a Ciência Política (UnB) que me acolheu e assim tem sido meu prazeroso exercício de escrever, com dois livros publicados também com abordagem política (Arquivo Aberto/Crônica de um Brasil Corrupto e Brasil 2006 – A História das Eleições).

Pela primeira vez participo a uma eleição sem “ter um lado pra chamar de meu”. Claro que pessoalmente terei meus candidatos a prefeito e vereador, mas a coluna não terá. Quero abrir a todos os candidatos este espaço (mais ou menos democrático). Porém, por uma questão de espaço considerarei apenas os quatro postulantes melhor avaliados pelas pesquisas, como o fiz na série de entrevistas publicadas anteriormente.

Na última quarta-feira tive agradáveis encontros com os colegas Guilherme Lamenha (Alfredo Gaspar); Lininho Novais (JHC); e Wendel Palhares (Davi Davino). O candidato Cícero Almeida apresentou suas desculpas por ainda não ter montado sua equipe de comunicação.

Tratamos de ética no jornalismo, campanhas políticas e na ocasião discuti com cada um como ter um espaço semanal na coluna, em igualdade de condições, acertamos os pontos e cada comitê de imprensa poderá enviar um texto sempre com proposituras e compromissos do seu candidato a partir da próxima semana, repetindo no segundo turno, se houver.

Será assim como um “espaço eleitoral gratuito”, sem os ataques e baixarias do horário eleitoral no rádio e na televisão. 

Antes das eleições

Fonte insuspeita me falou sobre as atividades da Polícia Federal nos próximos 3 meses em vários estados do Nordeste. Serão muitas e envolverão policiais do Brasil inteiro apoiando as operações que resultam de investigações instaladas desde o ano passados e aumentadas com a liberação de verbas para o combate ao Corona vírus. A farra com o dinheiro público em estados e municípios é de grande proporção, porém muitos rastros foram deixados por gestores desonestos. Ministérios da Justiça, Saúde, CGU e TCU colaboraram nas investigações que vão resultar em mandados de busca, apreensão e prisão de numerosos administradores públicos. 

Em meio ao elevado número de pessoas contaminadas e de óbitosdecorrentes da pandemia que já matou e ainda mata milhares de brasileiros, a roubalheira encabeçada por governadores, secretários, prefeitos e outros agentes públicos e empresários é absurda,

A soma dos valores suspeitos – R$ 2,28 bilhões –, muitas vezes superior ao rombo atribuído à máfia dos sanguessugas, nome dado ao esquema de compra superfaturada de ambulâncias, descoberto em 2006, que movimentou R$ 110 milhões.

Muitos ficarão inelegíveis, afastados ou não tomarão posse.

Da fama à lama

De protagonista vencedor em muitos embates eleitorais, com o comando estrelado de Teotônio Vilela, Rui Palmeira e outras lideranças, o PSDB passa a atuar como mero “contrapeso “nas próximas eleições em Alagoas. Com o comando pífio do neófito Rodrigo Cunha, que demonstra sem destino ou vocação para a construção política, vai caminhando, paulatinamente, para um precipício com previsível fim. Nunca se viu, na história de nossa política recente, a decadência de um partido político em tão curto tempo.

Fica provado que política não é coisa para amadores.

Arapiraca esperando

Até o fechamento da coluna persistia o imbróglio das candidaturas emedebistas no município de Arapiraca. Confrontando as “ordens” recebidas do Palácio Zumbi dos Palmares o vice-governador Luciano Barbosa registrou o seu nome pelo MDB, respaldado pela escolha da maioria do Diretório Municipal do partido, contra a orientação dos diretórios estadual e nacional, que declararam nula a escolha local. Luciano Barbosa mantem-se irredutível até porque sabe do seu favoritismo na eleição. Já o governador Renan Filho e seu pai o velho senador Renan, apostam na nulidade da convenção, mesmo que o partido fique sem candidatos. Cabe agora à Justiça decidir quem tem razão.

Protegendo os animais

Há anos que luto junto ao poder público em busca de uma política efetiva de proteção e amparo aos animais, principalmente aqueles chamados de “animais de rua”. Fiquei com muita inveja no dia em que Recife instalou o seu Hospital para Cães e Gatos. Meus pedidos nunca foram levados em conta pelos gestores, mas continuarei nessa luta.

Ao ler o programa de governo do Candidato Alfredo Gaspar (MDB) me deparo com promessas que me dão a esperança de que nem tudo está perdido. Espero que os demais candidatos tenham a mesma sensibilidade  e responsabilidade. Aqui estão as propostas.

1.  Criar Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais para construir políticas impeditivas de maus tratos e abandono, buscando estabelecer parcerias junto a entes públicos e privados, a exemplo de abrigos, para desenvolver projetos que promovam a assistência veterinária e a saúde coletiva; 

2.  Criar Centro de Reabilitação e Adoção de Animais de Rua e implantar as Vans do Bem-Estar Animal para prestar atendimento clínico veterinário a animais domésticos e resgatados.

Calendário eleitoral Eleições 2020

A seguir o Calendário Eleitoral a ser cumprido por coligações, partidos e candidatos até as eleições.

26 de setembro: Último dia para registro das candidaturas; início do prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e emissoras de rádio e TV para elaboração do plano de mídia. 

Após 26 de setembro: Início da propaganda eleitoral, inclusive na internet. 

9 de outubro: Início da propaganda gratuita em rádio e televisão.

27 de outubro: Divulgação de relatórios pelos partidos, coligações e candidatos discriminando os recursos recebidos do Fundo Partidário, do Fundo Especial de Financiamento de Campanha e outras fontes, bem como os gastos realizados. 

15 de novembro: 1º turno das eleições 

29 de novembro: 2º turno das eleições


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]