Dólar com. R$ 4,132
IBovespa +1,58%
18 de dezembro de 2018
min. 22º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Irmãos Batista depõem no STF em processo sobre rescisão de delação
05/01/2018 às 11h57

Blogs

Porque Rui Palmeira é o melhor para Alagoas

Secom/AL


Para refletir:Como disse Confúcio, “o homem de palavra fácil e personalidade agradável raras vezes é homem de bem”.


Porque Rui Palmeira é o melhor para Alagoas

O prefeito de Maceió ainda nem se pronunciou se é candidato ou não ao governo do estado, mas na verdade a campanha começa a ganhar as ruas, na capital e interior, por conta das pressões naturais de seus aliados políticos principalmente daqueles que vão disputar cargos na eleição proporcional como deputados federais e estaduais. Por outro lado setores da imprensa e também grande parte do eleitorado cobra essa decisão, à procura de um nome confiável para votar.

Há um evidente desconforto no Palácio “Zumbi dos Palmares” com a possibilidade de uma candidatura de Rui Palmeira, pois, todos sabem e até os governistas reconhecem como uma ameaça real para desbancar Renan Filho do cargo.

O governador vai chegar ao momento eleitoral fortemente desgastado e marcado por um clima de negatividade flagrante. Não conseguiu cumprir quase nada do que prometeu para ganhar a eleição, sua gestão está “carimbada” com denúncias de corrupção, desvios de conduta e danos ao erário, a exemplo do escândalo na Secretaria da Saúde, fraude em um mestrado da UFAL, envolvimento com erros grosseiros em licitações e contratos sob suspeitas, além de outros que certamente vão emergir na medida em que o pleito de aproxima. Contra o possível oponente nada pesa nessa pauta. É apontado como exemplo de administrador probo, ético e voltado para o interesse público.

Outro fator a complicar a reeleição do govenador é a sua relação nada republicana com lideranças políticas. Prefeitos, deputados e vereadores em, sua maioria, o toleram pelo peso da caneta. É descortês, não cumpre com os compromissos e não mantem diálogo com a classe política. Age como se fosse um “reizinho” e não dependesse de voto.

Outro fator de peso que o governador carrega nos ombros é um “troféu” a ser escancarado no período eleitoral. Seu pai, o senador Renan Calheiros, é hoje o político com mais processos de corrupção nas instâncias judiciais do país. Mesmo que ainda não tenha sido condenado sua “folha corrida” é altamente comprometedora e ainda que seja reeleito ( o que será difícil) poderá ser cassado no decorrer de um eventual mandato. No anedotário já se diz que “o melhor cargo em disputa nas eleições é o de suplente de Renan Calheiros”.

Se contrapondo ao governador Renan Filho, o prefeito Rui Palmeira tem um “troféu” de ouro para exibir. Seu pai, Guilherme Palmeira, foi deputado estadual, governador, senador, ministro do TCU, com uma vida publica incólume, sendo considerado um dos maiores homens públicos da história política alagoana.

Diante desse quadro real, caso seja realmente candidato como tudo indica, Rui Palmeira será sim o melhor para Alagoas.


As amarelinhas

O Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) informa a todos os usuários que, a partir deste ano, a guia de licenciamento (amarelinha) não será mais encaminhada para as residências pelos Correios. O serviço será realizado de forma online, no site www.detran.al.gov.br, na opção ‘veículo’, ou presencialmente, nos postos de atendimento do órgão.

Essa mudança exigiu que fossem adotados alguns procedimentos para atualização da base de veículos no estado de Alagoas. Dessa forma, o cidadão apenas conseguirá emitir a amarelinha pela internet se os dados informados estiverem compatíveis com o endereço da base do Detran/AL. Caso contrário, ele precisará se dirigir ao atendimento do órgão para atualizar esses dados.


Tribunal serviçal

Quando o Tribunal de Contas se passa para fazer o jogo sujo do governo do estado e gerar prejuízos, não apenas à administração pública, mas a população de Maceió mostra claramente, que é vergonhoso o papel institucional destorcido para um órgão que deveria ser guardião da moralidade e do dinheiro do povo.

Partidarizar a Corte de Contas e coloca-la a serviço da política é criminoso e indecente. Será que não basta o quanto o órgão tem sido exposto negativamente diante da sociedade?


Alagoas marginal

Um levantamento da Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor), da Polícia Federal que foi publicado no site Estadão mostrou que três funcionários públicos são presos a cada semana no Brasil. Alagoas e mais dois estados foram os que registraram a maior quantidade de servidores apanhados em organizações violentas.

O levantamento mostrou que os funcionários públicos são presos, em média, sob acusação de envolvimento com organizações criminosas responsáveis por desvios de verbas públicas, crimes fazendários, delitos ambientais e até mesmo tráfico internacional de drogas.


Persona non grata

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), cancelou o evento de inauguração do viaduto que será batizado com o nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia, na zona sul da capital paulista. A Prefeitura ainda classificou a homenagem à mulher do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva como "injusta".

Em nota, a prefeitura afirmou que, "por determinação do prefeito João Doria", cancelou o evento de inauguração do viaduto, mas que a via seria aberta ao trânsito no dia previsto.

A nota afirma ainda que "a escolha do nome do viaduto é prerrogativa da Câmara Municipal e fruto de um acordo entre a maioria dos vereadores - e apenas por isso respeitado pela administração municipal, apesar da discordância do prefeito em relação à injusta homenagem prestada a alguém envolvido no maior escândalo de corrupção já registrado no país e que nunca morou na cidade nem jamais lhe trouxe qualquer benefício


Crime contra negros

Uma jovem negra no Brasil corre risco 2,2 vezes maior de ser morta do que uma jovem branca, segundo o relatório Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência, que será divulgado nesta segunda-feira, 11. Em 26 unidades da Federação - apenas o Paraná fica de fora -, a taxa de homicídios entre mulheres de 15 a 29 anos é maior entre as negras.

O estudo foi feito pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). O índice foi calculado com base na análise de dados de 304 municípios do País com mais de 100 mil habitantes. As informações utilizadas estão divididas em quatro dimensões: violência entre jovens, frequência à escola e situação de emprego, pobreza no município e desigualdade. Essa é a segunda edição do índice, que já havia sido calculado em 2015.


Alagoas campeã

A situação mais preocupante é a de Alagoas, onde os jovens negros correm 12,7 vezes mais risco de serem mortos, seguida da Paraíba, onde a diferença é de 8,9 vezes.


Conta Gotas

MARCELO PALMEIRA, tem ajudado muito o prefeito de Maceió na administração das dificuldades da gestão municipal. Está aprovado em seu “estágio” para assumir a prefeitura.

NÃO É BOM o clima interno na Procuradoria Geral do Estado. Há uma evidente insatisfação com a gestão do procurador Geral, Francisco Malaquias.

O GOVERNO Renan Filho se mostrou insensível ao potencial turístico de Alagoas ao cortar grande parte dos recursos para o setor no Orçamento de 2018.


Pedro Oliveira por Pedro Oliveira

Jornalista e escritor. Articulista político dos jornais " Extra" e " Tribuna do Sertão". Pós graduado em Ciências Políticas pela UnB. É presidente do Instituto Cidadão,  membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Palmeirense de Letras.

Todos os direitos reservados
- 2009-2018 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]