Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
24 de agosto de 2019
min. 22º máx. 28º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Saiba como será a abertura do comércio no Dia da Padroeira de Maceió

Blogs

Que seja Marcante

17.06.2019 às 15:57
Felipe Camelo

Do francês ‘Détail’, “Detalhe” designa “particularidades, especificidades de alguém ou alguma coisa”.

Quem observa pormenores, como eu, é muito ligado aos detalhes. Por menores ou discretos que sejam, eles marcam e fazem a diferença. Acredito que é muito + importante “como se usa”, do que “o que se usa”

Na moda, por exemplo, com sua democratização, felizmente, todo mundo tem acesso, quando se fala em tendências da temporada, incluindo modelos, cortes, cores... Acho bacana se manter informado sobre o que se está produzindo e usando mundo afora, mas também acho que temos que adequar estas informações com nosso biotipo, e principalmente ao nosso jeito. Procure sempre imprimir seu próprio estilo, tudo bem, seguindo as tais tendências, mas acrescente na ‘produção’ algum item que já faça parte do seu guarda-roupa, mesmo que “seja de temporadas passadas” é oficialmente “fora da moda”. Se você acha que te favorece, e você curte, misture tudo e se jogue, seja feliz. Você se achando incrível, este clima vai ser notado, você bem consigo mesmo.

Pensando nisso, lembrei da recente inauguração da nova Portobello Shop Maceió, quando Andréa & Fábio Farias receberam os e as ++, cujos detalhes não me passaram despercebidos. Nem poderiam, afinal, luxo. Seja 1 joia ou acessório, 1 pisante antigo, tipo ‘vintage’, corte diferentes de cabelo, 1 estampa misturada com outra... monte e saia pra provocar reações. Afinal, esta deve ser sempre a proposta, provocar! Seja o que for, ou quem for!!!

Postado por Felipe Camelo

Igualdade Ampla, Geral, Irrestrita

13.06.2019 às 16:48
Greve Geral em São Paulo, no ano de 1917 - Arquivo/Escola Focus

Acredito que 1 dos piores sentimentos é a ganância. Incrível, quanto + se tem, + se quer. Parece doença, possessão. E o pior, acreditam que só uns merecem ter tudo, principalmente qualidade de vida. Por isso, acho que, quando a troca era o modo de negociar, era + leve a negociação. E + igualitária. Mas com a industrialização, as relações de trabalho ganharam novas formas e comportamento. Os empregadores, querendo explorar os empregados ao máximo.

Nesta época, operários se mobilizaram pra garantir seus direitos. Pelo alto índice de industrialização, no século IXX e início do XX, na Inglaterra e Estados Unidos, muitas greves.

Greve, “substantivo feminino, paralisação, interrupção voluntária dos trabalhadores, reivindicando direitos, contra ameaças ou desvantagens no trabalho. Do francês ‘gréve’”.

No Brasil, a ‘greve dos 300 mil’, em 1953, fez história, assim como as que aconteceram no ABC Paulista entre 1978 e 1980, inclusive pela defesa da democracia, também marcaram época. E as conquistas, garantidas. Até agora, pelo menos.

Com a radical mudança no governo federal, que vem implantando outra visão do mundo e da vida, incluindo cortes nos investimentos em educação, pesquisas, ciências, cultura, previdência, aposentadoria... que compromete igualdade trabalhista entre gêneros, direitos duramente conquistados, pondo em risco grande parte da população, amanhã, movimento extra Brasil afora, com muitas instituições e entidades exercendo + 1 vez, este direito de externar descontentamento com os rumos que estão sendo tomados, numa greve geral.

Aqui em Maceió, não será diferente das outras capitais e várias cidades do interior. Concentração às 3 da tarde deste dia 14, na Praça do Centenário, no Farol, “Em defesa da cidadania e contra os cortes na Educação”.

E atenção, assim como muitas categorias, os condutores de transporte público aderiram e os ônibus não circulam nesta 5a feira. Muita gente não vai a nenhum supermercado ou mercado, farmácias, padarias, açougues, restaurantes, lojas, consultórios (exceto por urgência), shopping (mesmo que seja só para a praça de alimentação), lotéricas, bancos, postos de combustíveis,  academias, faculdades... e não pagarão nenhuma conta. E ativistas recomendam “Evite fazer estas ações mesmo que você não vá trabalhar”.

Sem igualdade de direitos entre classes trabalhadoras e/ou sociais, o futuro estará comprometido. Chega de classe dominadora e dominada!!!

Eu mesmo, amanhã, não farei nada, afinal, sou socialista, e sigo querendo igualdade ampla, geral, irrestrita pra todos, sem distanciamento entre seres que devem honrar as denominações e a nomenclaturas “Humanos” e “Racionais”. E você? De que lado está? Ao lado de todos ou de apenas uns???

Postado por Felipe Camelo

Namoro é "Test Drive"

Todos os casais da minha família sempre foram muito unidos e carinhosos.

12.06.2019 às 15:20
Arquivo Pessoal

Meus avós maternos faleceram antes d'eu nascer, mas sei que eram muito apaixonados. Cresci vendo meus avós paternos muito bem casados, inclusive no sentido de amor, respeito, cuidados. E com meus pais, do mesmo jeito. Com eles, aprendi o prazer de cuidar de quem amamos. Lembro dele subindo escadas atrás dela, e pra descer, ele vinha na frente. "Se acontecer alguma coisa, estou atento pra evitar quedas",dizia. Pra andar na calçada, ele ia perto do meio-fio, e ela, próxima dos muros, "Evitamos acidentes", me ensinou. 

Entre amizade, namoro e noivado, meus pais, Hilza & Rubens, encararam 8 anos, e de casados,+  59. Papai, inclusive, estava hospitalizado, e só faleceu depois do dia 25 de março, quando fariam o 59º aniversário de matrimônio, parecia que  estava esperando a data. E 1 semana depois de sua partida, ela foi diagnosticada com a doença de Alzheimer.Parecia que ela não queria que ele a visse assim, ausente e distante, como deixa esta triste enfermidade. Me emociono até hoje com estes incríveis fatos. 

Mas enfim, neste Dia dos Namorados, e das Namoradas, post temático, confirmando minha total crença nas relações entre 2 pessoas, independentemente de sexo, raça, 'status social', escolaridade, idade... nenhum destes itens deve ser empecilho pra que haja amor e união entre seres. Em pleno 2019, me choca e entristece quando vejo como as pessoas ainda se importam e se 'metem' nas vidas das outras. A exagerada curiosidade sobre as relações amorosas, alheias, rende muitas fofocas, e isso, infelizmente,"dá audiência". Se for famoso, então, lascou. 

Outro dia, o Conversa com Bial foi todinho sobre o casamento de Lulu Santos com 1 rapaz bem + jovem e 'anônimo'. Pouco falaram sobre outros temas, como música, por exemplo. Ludmila postou foto com a namorada, e foi motivo pra verdadeiro rodízio na programação da Globo. Repetitivo, cansativo, invasivo,  vazio e desnecessário. Tudo bem que dá visibilidade à causa LGBTQ+, mas fica parecendo com os animais no zoológico. Acho que tudo em excesso é abusivo, até água d+ faz mal, concordam?

As relações heterossexuais também precisam de respeito e equilíbrio. Afinal, 1 relação envolve  3 vidas, a de 1, a do outro, e a dos 2 em comum, e todas tem que estarem plenas, felizes, leves, produtivas, realizadas. Se 1 delas não estiver "em dia", as outras 2 também não estarão. 

Lembro bem de 1 trabalho que fiz num Dia dos Namorados, logo quando voltei pra morar m Maceió, há + de 20 anos. Eu tinha que registrar todos os casais que fossem jantar num badaladérrimo restaurante. Pois bem, fato curioso e incrível: nenhum, eu "disse" nenhum homem segurou a porta pra mulher entrar, Como tinha dispositivo pra fechar, eles entravam e soltavam a porta, que, se não fosse segurada, fatalmente bateria em quem fosse entrar em seguida. Confesso que passei a noite lembrando de meu pai, que jamais faria isso com mamãe. E fiquei pensando também, "se no Dia dos Namorados" falta gentileza, imagino no "Halloween". 

Não estou aqui levantando nenhuma bandeira que não seja do amor, acompanhado por respeito, atenção e cortesia. E não é só cavalheirismo, não, acho que os 2 devem se desdobrar em carinhos, que nunca são d+. Nas relações entre casais, 1 deve sempre 'cuidar' do outro, mantendo o empate, neste quesito. 

E as repercussões sobre + 1 casal gay que surgirá na novela "A dona do pedaço"  já começaram, até mesmo, antes das cenas irem ao ar. Pastores/políticos já estão criticando a emissora, por "dar tanta exposição a famílias gays, por considerar que elas não são tão presentes no cotidiano". Ôxe, se não são tão presentes, porque se incomodar tanto??? É aquela máxima, "Viva  deixe viver, e seja feliz, se puder!!!".

Quem é contra "casamento gay", diga "Não", caso receba algum pedido de matrimônio. E pronto, simples assim!!!

Então hoje, todos os restaurantes estão com lugares esgotados pr'o jantar, mas se você não reservou nenhuma mesa, entrem num supermercado, caprichem nas compras, vão pra cozinha de casa, e preparem 'superjantar romântico, com velas, flores, música, e muita paixão. 

E lembrem, não é porque casamentos e namoros acabam, que não deram certo. Creio que é eterno que não é bom d+, incrível mesmo, e não quando duram a vida toda. 

E Feliz Dia dos Apaixonados, e Apaixonadas, claro!!!

Postado por Felipe Camelo

Data Magna

11.06.2019 às 15:02
Felipe Camelo

Com prazer, atendi convite do Capitão de Fragata e dos Portos de Alagoas, Haron Jorge Alves Cavalcante, que no final da tarde de ontem recebeu na sede da Capitania, comemorando com Cerimônia Militar, os 154 anos da Batalha Naval do Riachuelo, considerada Data Magna da Marinha do Brasil.

Na ocasião, os 2*s Sargentos Jubiano Antônio dos Santos e Taciano dos Santos Matias (que também recebeu medalha militar e passador de prata pelos 20 anos de bons serviços prestados) foram merecidamente promovidos ao posto de 1*s Sargentos.

Com o Capitão, como perfeita anfitriã, Simone Maiolino era só simpatia, e as pequenas Júlia & Isabela garantiram graça.

Registrando tudo, como há + de 15 anos, Durval Macário Jr. , ativo membro da Sociedade dos Amigos da Marinha de Alagoas. E garantindo que tudo fosse impecável, e sempre gentil, Márcia Hazan, suboficial e secretária do Capitão Haron.

Aqui, imagens de quem + me chamou atenção.

Postado por Felipe Camelo

Empreender é Preciso

10.06.2019 às 12:59
Assessoria

Dias atribulados, com o tempo atropelando a agenda, tanto que não consegui fazer tudo que precisava. Inclusive, infelizmente, não foi possível editar matérias e postar nas últimas 5ª e 6ª feiras, assim me desculpo pelo involuntário “sumiço”.

Mas nesta 2ª, começo de nova semana, retomando certa normalidade, agradecendo convite enviado por Kelma Abreu, para o 1º Simpósio Nacional de Empreendedorismo, promovido pelo curso de Administração do Cesmac, amanhã. Com todas as informações, posto aqui release enviado pela gentil jornalista.

Prof. Dr. Tales Andreassi fala sobre Empreendedorismo, Novas Tecnologias e Sustentabilidade amanhã, 11, no CESMAC

Com o tema “‘Empreendedorismo, Novas Tecnologias e a Sustentabilidade: Como fazer a diferença no trabalho e na sociedade’, acontece, nos dias 11 e 12, o I Simpósio Nacional de Empreendedorismo, promovido pelo curso de Administração do Centro Universitário CESMAC. A abertura será manhã, 11, a partir das 19h, no auditório João Sampaio, que fica no Campus I, com a palestra Magna do Dr. Tales Andreassi, que vai abordar o tema central do encontro. O convidado é doutor em Administração pela Universidade de São Paulo e Pós-doutor/Pesquisador visitante da Simon Fraser University, Canadá, além de professor e vice-diretor da Fundação Getúlio Vargas (FGV/ EAESP).

A ideia da temática é complementar a formação para que o profissional seja capaz de buscar conhecimento e transformá-lo em ação. O objetivo geral é disseminar a cultura do empreendedorismo com as novas tecnologias e trabalhos científicos, além de fomentar uma maior integração entre teoria e prática. A iniciativa pretende também promover a realização de atividades em equipe, incentivar a participação voluntária da comunidade estudantil, estimulando o envolvimento de ações sociais em entidades filantrópicas cadastradas pelo programa de Ação Voluntária do curso de Administração, proporcionando enriquecimento sociocultural.

A programação também conta com o Minicurso sobre “Modelagem e Prototipação com o Uso das Novas Tecnologias para Ideias Empreendedoras”, com o Dr. Glauco Vinicius de França - Fürstenber-ger PUC/Escola de Negócio Curitiba.

Tem ainda a mesa com micro e pequenos empreendedores, que vai debater sobre temáticas envolvendo política do micro e pequeno empreendedor, novas tecnologias e relações do trabalho e a sociedade. Todo o processo tem divisão focada nos quatro seguintes eixos: sustentabilidade, gestão, inovação e tecnologia, e empreendedorismo.

O evento conta também com a participação do Prof. Dr. Taiguara de Freitas Langrafe, presidente da Associação Nacional dos Cursos de Graduação de Administração – ANGRAD, doutor em administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

A iniciativa acontece em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE/AL e a Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração – ANGRAD. Outras informações no endereço eletrônico https://doity.com.br/admcesmac#about

Postado por Felipe Camelo

“racionais”??? “humanos”???

05.06.2019 às 15:26
Reprodução

Antigamente não se tinha informações sobre a importância do Meio Ambiente na preservação da Vida, tanto que era comum o “não presta, joga no mato”. 

Esta máxima não pode + ser dita, muito menos praticada. Afinal, ‘mato’ não é lixeira. São tantos pontos que precisam ser abordados que nem sei por onde começar. 

As agressões contra a vida são tantas, e tão graves, que em 1972, a Organização das Nações Unidas definiu este 5 de junho como o Dia Mundial do Meio Ambiente, e desde então, esta data destaca a batalha pela preservação do Planeta. 

Comprovadamente, é impossível pra raça humana sobreviver sem que as florestas, os desertos, o oceano... e os animais, em sua totalidade, estejam bem, vivos e saudáveis, afinal, são extremamente necessários na cadeia da Vida. Não importa se as enormes baleias ou as minúsculas formigas, todos são fundamentais. Na extinção de 1 delas, todas as outras sofrem. 

Com a global poluição, o derretimento de geleiras provoca muitos danos, assim como o desmatamento de florestas, como a Amazônia, o prejuízo é imensurável. A ocupação imobiliária e turísticas de reservas marinhas, também será absurdamente maléfica. Com tantas provas, fico horrorizado com o pensamento de que estas áreas aqui citadas “estão paradas, sem render lucros ao Brasil”. 

Ledo engano, as reservas indígenas, por exemplo, não estão paradas, pelo contrário, estão em plena função, mantendo a vida, principalmente em benefício da espécie humana e suas culturas. Explorando, a corrente da Vida é quebrada, provocando prejuízos incalculáveis. 

Depois de tantos anos pra chegarmos próximos ao ideal de preservação (e ainda estamos muito longe), é inconcebível brasileiros afirmarem em redes sociais que “a Amazônia é do Brasil e não da humanidade, e fazemos o que quisermos com ela”. Que triste e atrasada mentalidade. A floresta que fica no território brasileiro é patrimônio da população do mundo, sim!!! Ela é fundamentalmente imprescindível pra todos os seres vivos, humanos ou não. 

Outro ponto absurdamente incrível é a poluição provocada por plásticos. Este lixo produzido pelo homem vitima inclusive o próprio homem. Micropartículas de plástico são confundidas com alimentos e peixes e outros animais marinhos comem, e vão parar sabe onde? Nos estômagos das pessoas, através da carne dos peixes, naturalmente consumidas. Está cientificamente comprovado. Somos algozes de nós mesmos. Até o gliter utilizado em maquiagem, por exemplo, são partículas tão pequenas que nenhum filtro as ‘segura’ e vão parar em rios e mares, também consumidos pelos aquáticos animais, que serão consumidos por quem? Pelos mesmos homens que produziram e consumiram. Dai você diz,  “mas é tão pequeno?!?!?”, e eu respondo, pequeno no tamanho mas enorme no estrago. 

Adoraria que a função deste  5 de junho fosse perpetuada diariamente, enquanto as raças vivas neste planeta Terra correrem riscos provocados e promovidos pela única raça denominada “racional” pelo dom e uso da razão, e “humana”, pela inteligência e pensamento lógico (sic!!!). 

Nem ‘falei’ aqui na caça de animais silvestres. Que prazer pode sentir alguém em matar 1 ser vivo sem que seja pra saciar sua fome??? Tão terrível quanto, é registrar as barbáries e postar as fotos na Internet, com os animais mortos, fotografados como troféus, eternizando explicitamente estas provas de ignorância e desumanidade. Até quando seremos classificados de humanos e racionais??? 

Deste jeito, estamos + pra bestas! E feras!!!

Postado por Felipe Camelo

“Nem com flor”

04.06.2019 às 14:48
Reprodução

Sempre senti profundo amor ao Brasil, e lembro bem, criança, quando não entendia o slogan do governo militar nos anos 70, “Brasil, ame-o ou deixe-o”. E meus pais diziam que eu era muito novo pra entender “certas coisas”, e só me restava esperar ficar + velho pra poder entender estas “certas coisas”. Lembro de como foi difícil e demorada a redemocratização do Brasil, e estes anos todos depois, vejo o país num outro momento, em que o presidente, eleito pelo voto direto, defender ditadura, tortura, liberação de armas de muito poder destrutivo e tudo +. Confesso que tenho vivido com o coração apertado e acelerado, principalmente por ter verdadeiro pavor a tudo que envolve violência, agressões, mortes, armas... Confirmo que sigo amando este país e torcendo pra que dê tudo certo, óbvio, apesar de tudo que tenho visto, ouvido, lido. 

Não acho que 1 presidente deva se envolver em nenhum assunto que não seja importante e relevante ao país. Não consigo concordar com 1 presidente que repercute filmes em suas redes sociais mostrando “golden shower”, chamar estudantes de imbecís, idiotas... 

Assim como acho o fim ele lamentar a morte por suicídio de 1 homem que, casado, engravidou 1 namorada, que, com o feto no ventre, levou 1 violenta surra dele. 

Com o número cada vez maior de crimes contra as mulheres, o chefe máximo da nação vir publicamente dizer que “Thales tinha o sonho de mudar o país... será lembrado pelo dom, pela humanidade, e pelo amor ao Brasil... que Deus o conforte...”. Absurdo homem que bate em mulher, e + absurdo ainda, ela estava grávida de 1 filho deste homem. É o fim, este violento merecer lamentos e condolências do presidente da República. Quem merece amor, cuidados e solidariedade é esta moça, que deve ter sofrido muito, apanhando deste “mc reaça”. 

Infelizmente, não creio que estes casos de feminicídio diminuam no país, com o presidente enaltecendo esta violência contra as mulheres. Mas ai me lembra a campanha, quando ele confirmou que as mulheres devem receber salários menores que os homens, exatamente por engravidarem. 

E o + incrível, mulheres ainda o apoiam e defendem. Como pode, se elas próprias são as maiores vítimas destes homens que não gostam de mulher? Sim, eles até se dizem heterossexuais, mas fazer sexo com elas não significa necessariamente que eles gostem delas. Porque, pra mim, quem gosta, cuida, protege, valoriza, ama. Conheço muitos gays que gostam muito + de mulher que estes machistas machões que descarregam suas frustrações nelas. 

Então , aqui, explicitamente, meu protesto e repúdio ao sr. que, de Messias, só tem o nome, por + esta “bola fora”. Ele é fera nisso.

Chega de violência contra minorias, incluindo as mulheres, claro!!!

Postado por Felipe Camelo

“Correntes sem Fé”

03.06.2019 às 14:26
Felipe Camelo

 Incrível como os seres que seriam humanos e racionais estão deixando de honrar estas nomenclaturas e seus significados. Humano por ter inteligência, racional por ser dotado de razão (capacidade de julgar, inclusive e principalmente, o que se pode ou não, o que se deve ou não, fazer).

Coincidentemente, tenho observado na Internet que muitos animais, irracionais, tem tido atitudes características dos seres que pensam. Pelo visto, sentimentos de solidariedade, amor, compaixão os norteiam, e os bichos são flagrados cuidando uns dos outros, protegendo. independentemente se da mesma raça ou de outra, não importa. Eu mesmo, tinha 1 cadela que adotou e deixava 1 gato mamar, mesmo que ela não tivesse leite. 

Enquanto homens e mulheres ficam escolhendo quem amar, os que são diferentes, não tem muita chance de relacionamento amistoso. Pelo contrário, preconceito, intolerância e violência tem promovido muitas barbáries Brasil afora. Egoísmo, usura, ganância, maldade... tem descaracterizado a raça. 

Há umas 2 semanas, cheguei pr’um casamento e assim que entrei, esta cena me chamou atenção, claro. Nunca imaginei que 1 pia batismal, de mármore, pesadíssima, precisaria de correntes e cadeados pra se manter ali. Fiquei tão horrorizado que comentei com 1 fotógrafo que estava perto, pra cobrir a cerimônia, e ele me chamou atenção pr’os  constantes roubos em igrejas. “Imagino o peso desta pia”, ponderei. “Camelo, eles levam tudo, basta ter algum valor, até os altares...”, me respondeu. 

Fui pesquisar e igrejas continuam na mira dos bandidos. As urnas de coleta de dízimos, aparelhos eletrônicos nas sacristias, imagens antigas de anjos e santos, castiçais... em breve, até os bancos precisarão de correntes e cadeados. Não sei como ainda não colocaram grades nas altares nem acorrentaram as sacras imagens. Se na Catedral Metropolitana da capital do estado, o risco é eminente, nos templos menos observados e frequentados então, por isso, roubos em igrejas só aumentam Brasil afora. Na verdade, no mundo todo. Os ataques, além de roubar, profanam e destroem o que encontram, em total e assumido vandalismo. 

Sei que o desemprego está ai, comprometendo o presente e o futuro de muita gente, mas pra pensar numa alternativa pra ganhar alguma grana e sobreviver, pouca gente quer. Infelizmente a maioria não quer ter trabalho e obrigações, quer lucrar ser fazer força, sem suar. E com certeza de impunidade, faz a vida ser esta loucura. Enquanto devotos fazem correntes de Fé, outras correntes também são necessárias. Infelizmente!!!

Postado por Felipe Camelo

“A Pele do Futuro”, no Presente

31.05.2019 às 12:09
Divulgação

Para os fãs, seu artista é sempre “o maior do Brasil”. Como admiro muitos, seja nas artes plásticas, na literatura... na música, prefiro dizer “entre os maiores...”. Como Emilinha, Elis, Dalva, Cássia, Marina, Betânia, Fafá, Alcione, dona Ivone, Rita, Elba, Baby, Elza... não dá pra dizer que 1 delas é “a +”. Já que todas, e também as que não citei aqui, são incrivelmente talentosas e únicas.

Como Gal Costa, que só apura com o tempo, e está em qualquer lista das ++, desde a Tropicália. Suas músicas marcam épocas na vida de todo mundo. 

Afinadérrima, inclusive com o tempo, Gal em Maceió, na turnê  “A Pele do Futuro”, numa produção local de Silvana Valença & Sue Chamusca, cujo ‘realise’ reproduzo aqui, na íntegra.

Sem dúvida, imperdível, porque seu “nome é “Gaaalll” ...

Gal Costa faz show de lançamento do seu novo CD 

Show A Pele do Futuro em Maceió terá única apresentação no dia 6 de junho no Teatro Gustavo 

Com patrocínio da Icatu Seguros, Gal Costa traz para Maceió show de lançamento do álbum  "A Pele do Futuro". O show acontecerá dia 6 de junho, no Teatro Gustavo leite – Centro de Convenções. 

No palco, a cantora apresenta músicas inéditas do novo trabalho, como “Palavras no Corpo”(Silva/Omar Salomão) e “Sublime”(Dani Black), e ainda outras escritas por Gilberto Gil, Djavan, Adriana Calcanhotto, Nando Reis, Jorge Mautner e Marilia Mendonça, entre outros nomes das mais variadas gerações.

E também mostra novas versões para seus maiores sucessos em 53 anos de carreira, como "Sua Estupidez" (Roberto e Erasmo Carlos), "Oração de Mãe Menininha" (Dorival Caymmi) e "Festa do Interior" (Moraes Moreira e Abel Silva).

Assim como aconteceu no respectivo álbum, a direção geral do espetáculo ficou sob os cuidados de Marcus Preto. A direção musical é de Pupillo, que recrutou uma banda de músicos jovens: Pupillo (bateria), Chicão (teclado), Pedro Sá (guitarra), Lucas Martins (baixo) e Hugo Hori (sax e flauta). O cenário é de Omar Salmoão, filho do poeta Waly Salomão (1943 - 2003), que dirigiu Gal no histórico show Fatal (1970).

Postado por Felipe Camelo

Bem + que bar e restaurante, Elua

30.05.2019 às 17:12
Felipe Camelo

De família com raízes alagoanas, Nathalia Bessa nasceu em Brasília, e apaixonada por gastronomia, foi estudar em Barcelona, e de lá, a badaladérrima Le Cordon Bleu, em Paris,  foi seu seu destino. 

Depois de graduada, partiu pra temporada de novas experiências na Austrália, onde o destino quis que  conhecesse o canadense Felix Leclair, bartender, talentoso na arte de criar e preparar incríveis drinks e coquetéis. Foi paixão instantânea, rapidinho, estavam apaixonado, e resolveram vir se fixar aqui em Maceió, terra natal da família de Nathalia. 

Aqui, passaram 1 ano estudando e pesquisando as carências da cidade, e unindo coquetelaria e gastronomia, chegaram ao ponto desejado, surgindo o projeto Elua, que em havaiano significa 2. 

E num maravilhoso projeto da arquiteta Inesinha Amorim, tem conquistado clientes e fãs, reunindo a clássica coquetelaria, com pratos muito bem elaborados, e preparados numa incrível cozinha aberta, interagindo com os clientes, onde massas, carnes bovina e suína, aves, frutos do mar... como o  ravioli de queijo empanado com molho de tomate Pelati e manjericão; mini caprese (panqueca, pesto de manjericão, tomate cereja, mozarela de búfala); camarão empanado na tapioca, com purê de banana da terra e farofa de bacon; pão de queijo coalho com pernil de porco com barbecue, picles de cebola e couve frita; crostine de filé mignon com creme de queijo e cebola caramelizada; pastel de polvo com moho de laranja e salsinha frita; incrível cachorro quente, são estrelas no elaboradérrimo cardápio. 

Num amplo espaço onde ambientes se integram, ideal pra reunir amigos, com jogos de tabuleiro, espaço pra exposições de arte, tem atraindo gente de bom gosto, conquistando fiéis frequentadores. Com certeza, seguirão fazendo sucesso, como nestes primeiros meses. 

Garanto que vale juntar a turma e viver momentos pra lá de agradáveis. 

Postado por Felipe Camelo


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]