Dólar com. 5,218
IBovespa 2,00
07 de agosto de 2020
min. 22º máx. 29º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Covid-19: Brasil tem 98,4 mil mortes e 2,9 milhões de casos
29/07/2020 às 19h52

Blogs

Educação é Evolução

Felipe Camelo

 Ontem, precisei ir refazer meu plano telefônico, e voltando pra casa, “A escola” escrito no asfalto me chamou atenção.

Claro que me lembrou o absurdo que Educação vem sofrendo no Brasil, confirmando que o governo federal quer manter o povo ignorante para ter controle + facilmente. A pressão que deputados governistas fizeram para desvirtuar o texto da deputada Professora Dorinha em defesa do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, que garante presente e futuro para milhares de estudantes brasileiros, não deu certo.

Como sempre digo, ninguém é alguém sem outro alguém, e a união garante resultado positivo. Nunca se viu mobilização tão grande como agora, com alunos, professores, pais, prefeitos... utilizando a força das redes sociais para cobrar posicionamento favorável dos deputados, lotando suas caixas de mensagens. Tanto que foi histórica a vitória, praticamente unânime. 499 votos de apoio e apenas 7 votaram contra, exatamente os que dizem “amém” aos desejos ideológicos do presidente.

Foi tão retumbante que o próprio aproveitou para contabilizar em causa própria, postando na Internet que a vitória também era dele, que defendeu a Proposta de Emenda Constitucional do Fundeb.

E enquanto pensava nisso, na necessidade de Educação e Cultura na evolução da sociedade, vi estarrecido e incrédulo o filme publicitário do Sindicato dos Estabelecimentos de Educação Básica do Rio de Janeiro, absurdamente afirmando que isolamento social não é ciência, e que é o confinamento (para evitar que o Coronavírus mate ainda + pessoas) é o maior mal que afeta os estudantes.

A ganância capitalista que só visa lucros e dividendos, não se preocupa com a segurança de alunos, professores, colaboradores... sem esquecer das famílias que seriam diretamente afetadas pela transmissão da pandemia.

Inadmissível, impensável, imperdoável.

Claro que as reações de desaprovação surgiram numa avalanche, amplamente compartilhada e repercutida, confirmando novamente que a união é fundamental. Principalmente em defesa da vida.

Que esta força coletiva reverta esta triste realidade, que seja revertida, colocando a Educação no topo das prioridades nacionais.

Acho inclusive que os professores merecem + reconhecimento e valorização. Deveriam ser a categoria + bem paga de todas, afinal, sem eles, não há qualificação de nenhuma outra profissão. Educação e Cultura para todos, indistintamente.  + valor aos professores e eterna gratidão ao Mestre Paulo Freire, que merece todas as honras, eternamente Patrono da Educação do Brasil, reconhecido mundo afora!!!

Imagem: Reprodução


Fonte: Felipe Camelo


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]