Dólar com. 3,888
IBovespa -1.98
24 de janeiro de 2020
min. 25º máx. 30º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Concurso cartórios: prova objetiva será reaplicada no dia 22 de março

Blogs

Zerando o Cronômetro

08.01.2020 às 10:24
Felipe Camelo

Férias, período fundamental pr’o trabalhador descansar, recarregar as energias pra voltar com carga pra nova temporada. É comprovado que mente e corpo precisam de repouso pra continuar produzindo, bem.

Mas confesso que não consigo ficar muito tempo parado, sem fotografar e escrever, principalmente por sentir tanto prazer no que faço profissionalmente. Mas, por + que goste, é trabalho, e dá trabalho, muito trabalho. E as baterias precisam de recarga pra continuar na função. Conversei com meus incríveis editores, que concordaram com 1 paradinha pra por a “máquina em dia”.

Combinado? Vocês seguem acompanhando as notícias + importantes aqui, no Portal, e rapidinho, tô de volta.

Ah! Vou dar esta pausa, a partir de hoje, mas sigo observando e comentando o mundo e a vida, no IG e FB. Ótimo verão, e não esqueçam de bloqueador solar e muita água. E quando a bebida for alcoólica, passe a chave ou chame uber. É civilizado, + seguro, + barato. Chic!!!

Postado por Felipe Camelo

Dance sob a Lua Cheia

07.01.2020 às 14:01
Acervo Pessoal

Cenário de felizes celebrações, num ambiente absurdamente lindo e aconchegante, Santorégano é destaque no charmoso roteiro do Litoral Norte de Maceió. Além das delicias, o clima é de festa, seja qual for a estação. Seus Festivais de Inverno fazem o maior sucesso, mas o estilo praiano/chic é a cara do verão.

Exuberante vegetação, flores, obras de arte, a gentileza nata da equipe...  tudo favorece. E sob a  1a lua cheia de 2020, nada + incrível que se esbaldar e dançar muito com o eclético e contagiante repertório de Paula Regina (vocalista da banda Golden Time). Pra garantir total conforto, as reservas são limitadas.

Como ainda estamos na 3a-feira, dá tempo de ligar confirmando sua ida. No 56 da AL101 Norte, em Riacho Doce, a partir das 8 da noite desta próxima 6a-feira, 10 de janeiro, “Lual Dançante” Santorégano. Imperdível!!!

Postado por Felipe Camelo

Múltiplas Emoções

06.01.2020 às 17:34
Felipe Camelo

Quase 3 meses de muito pensar, e muito  trabalho, envolvendo + de 500 profissionais, nos vários setores da produção do Natal na Avenida da Paz 2019, incrível projeto de inclusão cultural e social, idealizado pela arquiteta, paisagista, agitadora, produtora, locomotiva... Mirna Porto Maia, que foi encerrado ontem.

Como lindamente divulgado pelos colegas da Imprensa, inclusive, e como em 2018, esta 2a edição teve total patrocínio Magazine Luiza, através de Lei de Incentivo à Cultura e do Ministério da Cidadania, e fundamentais apoios Escola Técnica de Arte - ETA/UFAL, Espaço Armazém, Ibratin, Museu Théo Brandão e Prefeitura de Maceió, movimentando a cidade por 30 dias, com diversificada programação, atraindo grande público em todas as ações.

E fechando com ‘chave de ouro’, o espetáculo “Estrela de Belém” encantou, com atores da Residência Artística ETA (alguns sobre enormes ‘pernas-de-pau’), celebrou a “Festa de Reis”, com participação ‘foférrima’ das crianças do Coral do Lar São Domingos e da Orquestra de Pequenos Músicos de Jaraguá, + Roberta Aureliano e Pedro Henrique, com direção de David Farias. Plateia lotada no pátio do Museu, onde  Papai Noel distribuiu simpatia com baixinhos e altinhos, pra rápidas conversas e muitas fotos.

Em seguida, calmo deslocamento do público pra avenida interditada pela SMTT, onde se apresentou a Camerata Ero Dictus com participações estreladas de Selma Britto e Orieta Feijó, magistralmente regidos por Max Carvalho. Enquanto excepcional projeção mapeada com assinatura Núcleo Zero, deixava a fachada do Théo Brandão ainda +, provocando “ahs!” E “ohs!”.

Após aplausos ‘em pé’, fiquei feliz com a civilidade das pessoas, que levaram as cadeiras pr’o pátio do Museu, ajudando a produção. Foi lindo de ver todo mundo carregando as cadeiras brancas.

E pra alegria dos presentes, de todas as idades, a lúdica e performática banda Cazuadinha fez todo mundo dançar freneticamente (como as fotos não me deixam mentir). Foi, literalmente, d+.

Do poético espetáculo teatral, da emocionante cena musical, da surpreendente tecnologia da projeção, fechar com trocentas pessoas dançando, celebrando a vida, a arte, a cidadania, a socialização e igualdade entre todos, indistintamente, foi a tradução + que fiel do slogan “Vem ser feliz”, que muito + que peça de marketing, é a “expressão concisa do jeito de ser e pensar” do grupo Magalu.

Que neste 2020, nosso Natal na Avenida da Paz seja ainda +++!!!

Postado por Felipe Camelo

Arte, Luz e Paz

03.01.2020 às 15:56

Contabilizando muitos pontos positivos, principalmente quando ‘falamos’ em alcance de público, edição 2019 do Natal na Avenida da Paz fechando ciclo neste próximo dia 5, com incrível Festa de Reis, a partir das 6 e 1/2 da noite, no repaginado Museu Théo Brandão.

Com direção de Davi Farias, o Coral das Crianças do Lar São Domingos, a Orquestra dos Pequenos Músicos de Jaraguá, talentos da Residência Artística da ETA, + Roberta Aureliano e Pedro Henrique se apresentam no espetáculo musical ‘Estrela de Belém’.

Mas a noite não acaba assim, não. Ainda teremos às 8h, projeção mapeada na fachada do Museu, com assinatura do Estúdio Nucleo Zero, + recital da Camerata Eros Dictus, com participação especialérrima de Selma Britto. E às 8 e 40, encerramento oficial com show da Banda Cazuadinha.

Maravilhoso projeto de inclusão social e cultural, Natal na Avenida da Paz se fez ainda maior nesta 2a edição. Idealizado por Mirna Porto Maia, com imediato e total patrocínio Magazine Luiza, através da Lei de Incentivo à Cultura e do Ministério da Cidadania, e apoios Escola Técnica de Arte, Museu Théo Brandão, Espaço Armazém, Ibratin e Prefeitura de Maceió, diversificada programação movimentando o litoral sul da capital alagoana desde dezembro, como amplamente divulgado na imprensa e aqui no blog.

Como ainda não consegui publicar fotos do concerto natalino (que lotou o entorno do Coreto, reunindo Rogers Ayres e seu Balé Folclórico de Alagoas -Grupo Transart, Coretfal com a maestrina Fátima Menezes, o Coro Rugas de Ouro e o Coro Prisma de Maceió, ambos regidos por Gustavo Campos Lima), posto agora atendendo inúmeros pedidos.

Assim, na noite deste próximo domingo, com estrada franca (como todos os eventos do projeto), encerrando o Natal na Avenida da Paz, emocionante espetáculo no Museu Théo Brandão.

Todos convidados!!!

Postado por Felipe Camelo

Lúdica, Poética, Cultural, Popular

26.12.2019 às 14:00

Pra mim, a principal característica de 1 povo, é sua cultura popular, definindo seus + simples elementos, que surgem naturalmente, traduzindo história, costumes, arte, saberes... literalmente, marca a existência de 1 sociedade.

Impossível identificar e diferenciar comunidades e regiões sem observar o lado poético, lúdico, leve, feliz... do povo. Pelo contrário, em suas + diversas linguagens e formas de expressão, Cultura Popular registra pra eternidade, o comportamento intelectual nativo dos povos.

Reforça aqui, minha admiração pelos Mestres e seus grupos de Folguedos, por dedicarem suas vidas ao amor por esta rica tradição, celebrando + 1 aniversário da Associação dos Folguedos Populares de Alagoas, que festeja 34 anos garantindo sua importância, sendo a + antiga Associação no Brasil, em defesa da manutenção das tradições culturais populares.

Reafirmo minha reverência ao saudoso e inesquecível professor Ranilson França, por ter promovido as 1as reuniões para formalizar grupo de Mestres que representasse todos os grupos alagoanos de Cultura Popular.

Ranilson partiu deixando legado e exemplos que são seguidos por pessoas de relevância cultural no estado, como o jornalista João Lemos, que vem dedicando atenção em busca da valorização da Asfopal, e principalmente, da Cultura Popular de Alagoas.

Ele, que dividiu conhecimentos no 1* Encontro Interestadual das Cheganças, Fandangos, Marujadas e Embaixadas, em Pão de Açúcar, neste recente final de semana, quando falou sobre “a importância dos brincantes para a manutenção dos grupos e continuidade da tradição oral”.

Ah! É de João Lemos o texto que reproduzo aqui, na íntegra, numa comemoração pelo aniversário 34 da Asfopal. E as fotos, são de acervo pessoal.

Que Cultura Popular atravesse a Eternidade!!!

________________________________________________________


34 Anos levando a sério o nosso Folclore!

A Associação dos Folguedos Populares de Alagoas completa nesta sexta-feira mais um aniversário, legando para Alagoas o título de associação mais antiga no Brasil com este fim.

João Lemos

Jornalista

Tudo começou quando cinco mestres do passado procuraram o Prof. Ranilson França na Secretaria de Cultura do Estado, a saber: Mestre Juvêncio Joaquim dos Santos, Mestre Paulo Olegário, Mestra Hilda Maria e Mestre Manoel Venâncio, o intuito da procura era encontrar algum meio que possibilitasse a melhor organização dos grupos de cultura popular.

Dessa conversa foi marcada outra reunião que definiu a criação de uma Associação que pudesse ser a porta voz dos grupos, no inicio com a preocupação de juntar os mais representativos Mestres do folclore de Alagoas.

A ideia que surgiu no regaço dos Mestres criou vida sendo fundada no dia 27 de Dezembro de 1985, criada pelo seu maior líder o Prof. Ranilson França, a principio foi formada com 17 grupos, entre Guerreiros, Pastoris, Cheganças, Coco de Roda, Fandango, Taieiras, Cabindas e bandas de pífanos. A ASFOPAL tem como objetivo único à preservação, manutenção, valorização e divulgação da cultura popular de Alagoas.

Hoje, a Associação conta com a presença de mais de 30 Mestres, muitos deles patrimônios vivos do Estado, onde representam com toda a garra a maioria das manifestações culturais, fazendo da ASFOPAL a única organização folclórica de Alagoas e a mais antiga no país com este objetivo. Conta com duas importantes Comendas, a saber: Comenda Professor Pedro Teixeira e a Comenda Ranilson França de Cultura Popular que este ano fez subir ao palco do Complexo Cultural do Teatro Deodoro 25 personalidades que ajudam na manutenção dos nossos folguedos.

Contamos ainda com o programa Balançando o Ganzá que é transmitido aos sábados na Rádio Difusora de Alagoas, um dos programas mais antigos no ar. São mais de duas décadas levando o nome dos nossos Mestres.

Há 34 anos, a ASFOPAL sai na frente em defesa dos mestres e seus folguedos populares, legando a história de Alagoas os sentimentos mais belos em prol da Cultura.

Postado por Felipe Camelo

Amor e Respeito

24.12.2019 às 12:23
Felipe Camelo

No Natal, se celebra o nascimento, a chegada do novo, da Luz, da Vida.

Eu, em casa, deitado numa rede no terraço, ouvindo passarinhos no cajueiro, pensando no meu pai, Rubens, que adorava deixar envelopes embaixo das nossas cadeiras, e quando terminávamos o jantar, virávamos crianças em busca do “tesouro”.

E aqui com as pernas pra cima, observando esta foto que fiz ontem, num prédio vizinho ao que minha mãe mora, pensando na sacada do operário que criou esta árvore, utilizando sobras dos canos da obra, sinalizando que ali, pessoas creem no renascimento, inclusive de sentimentos, bons sentimentos. E este (re)aproveitamento pode ser praticado diariamente. Reativemos as intrínsecas características que nos distinguem como raça humana.

O homem cujo nascimento se festeja hoje, deixou muitos ensinamentos. “Amai-vos uns aos outros como eu vos amo”, com certeza, a + importante lição, e, infelizmente, esquecida e não praticada pela maioria das pessoas.

A ganância tem sido o pior, + egotista e perigoso sentimento ‘humano’, que se caracteriza por querer acumular riqueza e poder, principalmente, nem que, pra isso, esqueça seu espírito de humanidade e violente semelhantes, a maioria das vezes, por serem diferentes, “inferiores”. 

Neste Natal, recicle seus “canos”, se “re-humanize”, reative o lado + civilizado e amoroso, respeitando como quer ser respeitado. Não apoie nem concorde com quem diferencia, julga e pune pessoas.

Valorize quem defende a igualdade, inclusive de direitos. Neste último ano, me afastei de pessoas muito queridas, que fizeram parte de minha história até então, mas que a vida nos colocou em caminhos  opostos.

Assim, reciclando e dando nova função aos meus canos, reforço carinho e amizade, desejando que este Espírito de Confraternização e União reacenda a verdadeira Luz, o sentimento de Humanidade, amplo, geral, irrestrito, coletivo, solidário.

Aproveito pra agradecer todas as mensagens que tenho recebido por varias mídias, retribuindo os desejos no mesmo grau. Ah!  Além do “Amai-vos uns aos outros...”, “Respeitai-vos uns aos outros”.

E Feliz Natal!!!

Postado por Felipe Camelo

Amor Cura

23.12.2019 às 18:47
Felipe Camelo

 Já se foi o tempo em que somente a medicina ‘bastava’ pra curar alguém. Claro que a competência dos médicos e o avanço da tecnologia, fazem “milagres”, mas o bem estar físico e mental dos pacientes faz toda diferença.

Como o Hospital Veredas, por exemplo, que vem adequando sua área externa pra agregar valor ao tratamento médico, com espaço de lazer, relaxamento, recreação... proporcionando tranquilidade e paz, acelerando a recuperação de adultos, idosos e crianças.

E com muita alegria, atendi convite de Jacqueline Antunes pra participar da entrega de presentes de Natal dos pequenos pacientes assistidos na Casa da Criança do Hospital da Fernandes Lima, que passa por reforma e ampliação, proporcionando tratamento e recuperação dos que ali chegam.

Como no ultimo dia 18, quando fui conferir a alegria dos baixinhos ao receber atenção, carinho e presentes de Papai Noel. As crianças que precisam de cuidados médicos pra vencer graves doenças, como câncer, tem na Casa da Criança, todo o apoio que complementa os tratamentos de quimioterapia, por exemplo. São cerca de 20 profissionais para atender umas 50 crianças, que chegam tristes pela doença, mas com o carinho recebido ali, logo reagem positivamente ao tratamento.

O que não faltou naquela manhã foi animação, com apresentação de grupo de dança, de teatro, brincadeiras com palhaços, comidinhas, e a musical participação, especialérrima, do jovem Danthe Miguel, que aos 10 anos, se dedica ao estudo do violino, instrumento que cuida com amor e zelo. Estes dias, Danthe não tem parado, muitas apresentações.

Quero parabenizar o dr. Edgar Antunes Neto, que preside a instituição e conta com sua bem amada Jacqueline e seus filhos Filipe & Rodrigo, e principalmente com a dedicação d filha Jacque, que se desdobra em carinhos, mimando todas as crianças ali assistidas.

Foi realmente 1 manhã especial, emocionante, inclusive, para os amigos que atenderam o convite dos Antunes, família incrível, que tenho a sorte e a honra em conviver.

Ver brilho nos olhos dos pequenos pacientes, ao se sentires amados e cuidados, não tem preço. Garanto que sai de lá, me sentindo feliz, por ter participado de momento único, pleno de amor, harmonia, doação, respeito.

É como sempre ‘digo’, doar faz bem maior aos que estão doando, que propriamente aos que recebem.

Não sejam solidários e generosos só na semana de Natal, não. Atitudes de entrega devem se praticadas o ano todo. Quem doa, ganha ainda +, garanto!!!

E desde já, daqui deste blog, desejo tudo de melhor que houver nesta vida, com respeito e igualdade de deveres e direitos, pra todos, indistintamente.

Postado por Felipe Camelo

Santo Natal

20.12.2019 às 12:39
Felipe Camelo

Plenamente realizado, dr. Humberto Gomes de Melo com motivos de sobra, pra ser feliz e compartilhar este sentimento, afinal, forma linda família com sua bem amada Rosinete, com quem gerou 3 filhos e 6 netos.

Profissionalmente, dr. Humberto também tem o que comemorar, já que, há 16 anos como ativo provedor da Santa Casa de Maceió, é referência nacional, comandando verdadeira “tropa” de colaboradores, são 3.200, atuando nas várias unidades do complexo hospitalar.

E como homem de visão, mantém o jornalista e editor Antônio Noya, como assessor de Comunicação, que reconhece a importância da Imprensa, inclusive pra confirmar e atestar a total transparência da gestão e administração da Santa Casa.

E mantendo a tradição, dr. Humberto, Noya, junto com Silvio Melo, Carlos André Mendonça e André Carneiro, receberam amigos da Imprensa pra almoço no Hotel Jatiúca, com o tradicional sorteio de presentes de Natal.

Eles conseguem criar clima de harmonia e descontração entre profissionais de várias empresas de Comunicação, tornando o encontro pra lá de agradável. E saboroso!

Este ano, meu nome foi sorteado e recebi 1 Sansung A20, que será muito útil, principalmente no meu trabalho.

O almoço aconteceu na ultima 4a-feira, dia 18, mas com tantas postagens na agenda, não estou conseguindo publicar todas em “tempo real”, mas não acho que notícia repercutida perca a importância por já ter acontecido. Pelo contrário, a expectativa valoriza o conteúdo. Daqui e desde já, Feliz Natal, de amor e respeito!!!

Postado por Felipe Camelo

Natal da Paz, sem Luzes

19.12.2019 às 17:03
Felipe Camelo

Quando nasci, em 1961, meus pais moravam na Pajuçara, quando a areia vinha praticamente até o muro de casa. E minha avó paterna, Afra, morava na rua Pedro Monteiro, numa casa com lago no quintal, transformado em jardim, e lembro que eu adorava passar o dia lá. Adorava ouvir o apito de trem, ir comprar revistas “de quadrinhos” na banca Montepio dos Artistas (que existe até hj).

Mesmo morando de frente pra praia, gostava muito quando estava na casa de vovó e algum adulto me levava pra mergulhar na “avenida”, na frente da rua “da estação”. A enorme faixa de areia era convite pra muitas corridas e brincadeiras. Adorava também quando vovó Afra me levava ao palacete onde fica o Museu Theo Brandão, brincar na praça Sinimbu também era o máximo. Era maravilhoso frequentar o centro e a praia da Avenida da Paz.

Nos anos 70, quem morava por ali, se mudou pra orla norte da cidade, e a região e a orla central, caíram no esquecimento e abandono. Principalmente pela incrível e absurda poluição do riacho ‘Salgadinho’, mas principalmente, pela construção de indústria química na praia do Sobral, numa área de grande número de moradores, crescente mercado e comércio, que é, com o passar dos anos, região pouco valorizada, negando sua importância na cidade.

Todos os festejos, movimentam a areia nobre, e nenhum clima de alguma celebração, na “Avenida da Paz”.

Até que a arquiteta, agitadora/produtora cultural e social, Mirna Porto Maia, idealizou, elaborou o projeto “Natal na Avenida da Paz”, em 2018, que foi prontamente aprovado e patrocinado pelo Magazine Luiza, através de Lei de Incentivo à Cultura e do Ministério da Cidadania.

Agora em 2019, o projeto foi ampliado, envolvendo umas 400 pessoas, inclusive 9 artistas plásticos, que, por muitas semanas, criaram, produziram e montaram árvores de Natal, distribuídas desde a Vila dos Pescadores, no Sobral, até a Praça Marcílio Dias, em Jaraguá.

Além da abertura com cortejo passando por todas as árvores acompanhados por grupo de sax, na programação (que vai até 5 de janeiro), houve cantata natalina no Coreto, reunindo grande público, entre moradores do entorno e de outros bairros.

E nesta 5a-feira, 18, a partir das 7 da noite, abertura da exposição “Pepitas Populares”, rica coleção do professor e fotógrafo Celso Brandão, + o recital “Folguedos em Cordas”, com maravilhosa Camerata Acadêmica da ETA.

Ah! Todos os eventos do projeto, são gratuitos.

Mas, infelizmente, atos de vandalismo tem danificado árvores. Além da maldade, a intenção é roubar o material de iluminação, inclusive fios enterrados.

A de Pedro Caetano, que fica bem na ponte do Salgadinho, foi a 1a. Danificaram a estrutura e roubaram os refletores. A + recente, foi a de Persivaldo Figueirôa, que fica quase em frente ao Clube Fênix. Fizeram 6 rasgões e levaram todos os refletores. E o + recente furto, cabos de energia enterrados na Marcílio Dias, iluminando elementos decorativos, foram desenterrados, cortados e levados.

O projeto contratou segurança motorizada, noturna, e nem assim, o vandalismo acabou. Será bem difícil manter tudo até janeiro, e não sabemos o que fazer. Impossível afirmar que os moradores em situação de rua são os culpados. Ou se é quadrilha especializada neste tipo de roubo. Órgãos de Segurança Publica já foram comunicados, e enquanto este grave problema não é resolvido, só nos resta denunciar e pedir ajuda. Soubemos que os moradores do Sobral estão de vigília, cuidados das árvores daquele trecho, entendendo a importância deste projeto de inclusão inclusive social, pra população que vive afastada de qualquer celebração. É inconcebível que não haja este entendimento.

Povo se Cultura, sem Arte, sem Educação, não evolui. Alguma sugestão? Desde já, agradecemos!!!

Postado por Felipe Camelo

“Pare pra Pensar”

18.12.2019 às 12:13
Felipe Camelo

Sempre fiquei feliz ao receber convites pra conversar com ele diante de suas câmeras, rendendo ótimas entrevistas, que valorizam meu nome e meu trabalho. Generoso todo.

Não necessariamente nesta ordem, Geraldo Câmara marca sua história de vida como escritor, jornalista, publicitário e apresentador de televisão. Enriquece seu currículo com importantes títulos e prêmios, que ultrapassam fronteiras e divisas.

Com todo reconhecimento que seus 9 livros lhe rendem, com certeza, sua maior realização é a família, construída com sua metade, Vanessa, cujo casamento gerou 13 filhos, 20 netos, 4 bisnetos, e + 1 “a caminho”, 2* ele, que se sente reenergizado aos 81 anos, bem assumidos e bem vividos. É visível.

E visível também era sua felicidade no comecinho da noite da última 6a-feira, no bule do Bodega do Sertão, quando, cercado de queridos, distribuiu simpatia e autógrafos em seu novérrimo “Pare pra pensar”, com assinatura de luxo Viva Editora, que amplia o alcance das letras alagoanas.

Ah! Detalhe: como Geraldo ‘diz’ com o título, ele quer que os leitores realmente, literalmente, parem pra pensar. E provoca: em cada página, 1 de seus pensamentos, deixando a metade da página em branco, “pra que os leitores possam escrever seus pensamentos, a partir dos meus, pra, quem sabe, pensar numa 2a edição?!?!?”, confessou-me ele, rindo feliz com a possibilidade de ter 1 livro escrito por muitas mãos.

Neste época de muitas confraternizações, não pude demorar no lançamento, aproveitando pra registrar quem encontrei enquanto estive lá.

Vou ler com atenção, deixando meus pensamentos interagirem com os de Geraldo. Quem sabe ?!?!?!????

Postado por Felipe Camelo


Felipe Camelo por Felipe Camelo

Felipe Camelo é jornalista formado no Rio de Janeiro. Em Alagoas, passou pelas principais redações de jornais e portais .Tem em sua história profissional a cobertura de vários eventos importantes festivos e culturais em Maceió e outras cidades. É um apaixonado por fotografia. Para Felipe, “fotografar significa congelar o tempo”.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]