Dólar com. 5,366
IBovespa -1,18
27 de setembro de 2020
min. 22º máx. 27º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Bolsonaro recebe alta após cirurgia para retirada de cálculo na bexiga
05/09/2020 às 16h00

Blogs

Osteomielite em Crianças

A osteomielite é definida como uma infecção no tecido ósseo. Pode comprometer qualquer osso do corpo da criança, entretanto é mais comum na região do joelho, sendo o local de predileção o terço proximal da tíbia por possuir uma circulação sanguínea mais lenta e com vasos sinuosos, pode comprometer também o fêmur e o úmero. Existem vários tipos de osteomielite, falaremos da Osteomielite  Hematogênica  Aguda.

A Osteomielite Hematogênica Aguda é provocada por microrganismos variados que penetram no tecido ósseo através da corrente sanguínea.

As principais causas de Osteomielite Hemtogênica Aguda podem ser: amigdalites, otite média, pielonefrite, abrasões, impetigo, queimaduras, fraturas e feridas.

O agente patogênico encontrado na grande maioria das osteomielites são os Staphylococcus Aureus.

Os principais sintomas são: Dor na região comprometida, em especial na região do joelho, mas podendo ocorrer em qualquer parte do corpo; Calor local; Edema e Eritema local; pode ter Calafrios; Fraqueza; Mal estar geral; Claudicação a andar se comprometer os membros inferiores. Os sintomas podem variar muito de paciente para paciente a depender da idade da criança e da imunidade.

No exame laboratorial podemos encontrar no hemograma um aumento no número dos leucócitos (leucocitose) à custa do aumento dos neutrófilos (neutrofilia). Outros exames realizados podem ser o PCR (Proteína C Reativa) e a VHS (Velocidade Hemosedimentação) que são marcadores inespecíficos de processo inflamatório.

A radiografia só mostra alterações ósseas da osteomielite no tecido ósseo depois de 15 dias, não sendo um bom exame para o diagnóstico na fase aguda. Em casos especiais podem ser usados também a cintilografia óssea, a ressonância magnética, a ultrassonografia e a punção óssea.

Entretanto para o diagnóstico da Osteomielite Hematogênica na fase aguda é feito através de uma boa anamnese, um bom exame físico e os exames laboratoriais para complementar.

Como diagnóstico diferencial da Osteomielite podemos citar os tumores, como, osteossarcoma e sarcoma de ewing, assim como, também os processos inflamatórios como, periostite, artrite, febre reumática.

Com relação ao tratamento, basicamente se resume ao uso de antibioticoterapia, inicialmente venoso e depois oral por um longo período e a cirurgia para drenagem do abcesso intraósseo com o objetivo de não permitir a cronificação da doença óssea, pois nesta fase pode acontecer necrose (morte) do tecido ósseo.

Dicas para Prevenção:

1.  Cuidar adequadamente das inflamações e infecções, tais como:  amigdalites, otites, entre outras.

2.  Manter vigília com o estado geral da criança.

3.  Em casos suspeitos procure um médico pediatra ou ortopedista.

4.  É importante sempre manter uma imunidade adequada através de uma boa alimentação.

5.  Periodicamente realize check-up com o médico de sua criança e de sua confiança.

6.  Manter a calma sempre diante de qualquer advento que comprometa a saúde de sua criança.



Dr. Rogério por Dr. Rogério Barboza

Rogério Barboza da Silva é alagoano, médico ortopedista. É preceptor de  residência médica em ortopedia e traumatologia do Hospital Veredas. Coordena a Liga Acadêmica de Ortopedia e Traumatologia (LAORTT/UNIT) e o Núcleo de Assistência do Pé Torto(NAPTC). É Professor Especialista do  curso de medicina da UNIT/AL.

Todos os direitos reservados
- 2009-2020 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]