Dólar com. 3,776
IBovespa 0.41
19 de março de 2019
min. 26º máx. 31º Maceió
chuva rápida
Agora no Painel Três alunos vítimas do massacre em Suzano permanecem hospitalizados
25/02/2019 às 12h38

Blogs

Dor lombar - Lombalgia - O que é?


Dor lombar – Lombalgia

O que é?

Qual a sua localização?

Quais os principais sintomas?

Tem Tratamento? 

Inicialmente é importante localizar a região para entender melhor a lombalgia. 

A região lombar compreende o espaço entre o último arco costal (costela) e a prega glútea superior (início da região glútea). Portanto toda dor nesta região é denominada lombalgia.

Alguns conceitos importantes: 

1 – Lombalgia – Dor localizada entre a última costela e a prega glútea.

2 – Lombociatalgia – Quando a dor segue um trajeto radicular (nervo) característico.

3 – Ciatálgia – A dor inicia na raiz da coxa.

4 – Ciática – A dor inicia na raiz da coxa e é seguida por déficit motor ou neurossensorial. 

Quanto ao tempo de duração, as lombalgias podem ser agudas, subaguda, crônica e recorrente. 

Quanto a etiologia pode ser: Lombalgia Não Mecânica (tumores, causas infecciosas, causas inflamatórias); Lombalgia Visceral (Endometriose, prostatite, aneurisma de aorta, pancreatite e as causas renais: cálculo renal e infecção). Lombalgia Mecânica é a mais comum e o motivo da nossa conversa de hoje. 

A lombalgia mecânica está entre as dores mais comuns entre homens e mulheres. Um grande número de pessoas no mundo convive com dor lombar, sendo a dor lombar um dos grandes motivos de afastamento do trabalho. 

Normalmente é causada por um desequilíbrio entre a carga funcional, esforço requerido para atividades do trabalho e da vida diária, e a capacidade potencial de execução para essas atividades. 

Portanto, levantamento de peso de maneira inadequada, falta de exercícios regulares, obesidade, envelhecimento, noite mal dormida em colchão não apropriado para altura/peso, fatores emocionais, entre outros, podem estarem relacionados com a lombalgia. 

Como sintomas aparecem dor em peso de início súbito com piora aos esforços físicos e alivio com repouso e o calor, irradiação ocasional para as regiões glúteas e coxas, contratura muscular, sintomas relacionados a sedentarismo e postura inadequada. Normalmente os sintomas tem duração de três a quatro dias. 

Diante deste quadro o paciente deverá procurar um especialista em Ortopedia e Traumatologia para avaliar a gravidade do problema. 

Para esta avaliação o ortopedista tem em mãos vários exames complementares (raio x, ultrassom, tomografia computadorizada e ressonância nuclear magnética). “Entretanto”, em muitos casos não é preciso pedir nenhum destes exames. É bastante realizar uma boa anamnese e um bom exame físico, ou seja, ouvir bem o paciente e examiná-lo. A partir de uma anamnese e um exame físico bem realizado se definirá se será preciso e qual exame solicitar. Com diagnóstico bem definido inicia-se o tratamento. 

Inicialmente o tratamento tem o objetivo de aliviar a dor do paciente com uso de analgésicos, anti-inflamatórios, corticoides, relaxantes musculares e fisioterapia. Melhorando também a habilidade funcional. 

Outra missão importante passa pela prevenção da recorrência à cronicidade, neste caso, precisamos de mudanças de hábitos, tais como: Mudança na posição de dormir, observar se o colchão é apropriado para sua altura e peso corporal, cuidado ao levantar e transportar peso, cuidados com o peso e o equilíbrio do peso das mochilas nas costas, cuidado ao usar calçados com saltos altos, recomenda-se pratica de atividades físicas regulares, combater a obesidade e neste caso pincipalmente o aumento da circunferência abdominal, cuidados com a postura ao sentar-se em cadeira em casa e no trabalho. 

Enfim neste mundo tão corrido, de tantas competições no dia a dia, precisamos ter tempo para cuidar da melhor e maior máquina que existe no mundo o nosso CORPO. Para isto precisamos de bons profissionais e que trabalhem em equipe multidisciplinar para tratarmos corretamente a lombalgia. Portanto, procure seu/sua médico (a), sua/seu nutricionista, seu/sua fisioterapeuta, seu preparador físico e muitas vezes também precisamos do auxílio da psicologia devido ao estresse do dia a dia. 

Deixe seu corpo preparado para ultrapassar os obstáculos do seu dia a dia. Fácil não é, não será, mais é possível, é factível, é extremamente importante. 

Conte conosco, tire suas dúvidas, estamos aqui para ajudar a você a manter corpo sempre saudável, esta é a meta, esta é nossa missão.


Fale com Dr. Rogério

Envie suas consultas, dúvidas ou sugestões para o e-mail

[email protected]


Dr. Rogério por Dr. Rogério

Rogério Barboza da Silva é alagoano, 49 anos , médico ortopedista. É preceptor de  residência médica em ortopedia e traumatologia do Hospital do Açúcar. Coordena a Liga Acadêmica de Ortopedia e Traumatologia (LAORTT/UNIT) e o Núcleo de Assistência do Pé Torto(NAPTC). É Professor Especialista do  curso de medicina da UNIT/AL.

Todos os direitos reservados
- 2009-2019 Press Comunicações S/S
Tel: (82) 3313-7566
[email protected]